Regulamento

Veja como acontece os benefícios.

Sair/Logout

Clique para sair do sistema.

10 setembro
2020

Informativo

16 dicas para não errar na hora de reservar um hotel em época de pandemia

Já temos 35 fronteiras internacionais abertas e, no Brasil, 85% dos hotéis reabriram. O que você precisa saber antes de reservar um hotel nesta época da pandemia?

Listamos as principais medidas sanitárias e de segurança para sua viagem não ser interrompida!

1 – QUE MEDIDAS DE HIGIENE E SANITIZAÇÃO FORAM IMPLANTADAS PELO HOTEL PARA O COMBATE À COVID-19? É importante conhecer detalhadamente os novos protocolos e procedimentos. Os hotéis devem fornecer as informações com clareza e transparência, explicando as novas condutas adotadas pela equipe e pelos hóspedes, o funcionamento das áreas sociais e comuns.

2 – QUAIS OS PROTOCOLOS EXIGIDOS DE HÓSPEDES E COLABORADORES? COMO A COMUNICAÇÃO DESSES PROTOCOLOS É FEITA? Entenda como os hóspedes devem proceder e quais as eventuais limitações existentes. Alguns decretos municipais são mais restritivos que outros, então, para que não haja frustração ou até impossibilidade de check-in, é preciso estar ciente de como os hóspedes devem agir. O mesmo vale para a equipe do hotel. Conheça as medidas adotadas para controle e rastreamento dos sintomas.

– COMO A COMUNICAÇÃO DESSES PROTOCOLOS É FEITA? Conheça os pontos de contato do hóspede com o hotel e saiba como a comunicação acontecerá antes e durante a hospedagem. A maioria exige o pré-check-in, não somente com preenchimento de dados cadastrais, mas também um questionário específico sobre a doença. O não preenchimento antecipado retarda o processo de check-in, podendo gerar aglomerações desnecessárias. Se houver algum problema no questionário de saúde, o check-in poderá ser negado, causando transtorno aos hóspedes e aos profissionais envolvidos.

4 – COMO GARANTIR O DISTANCIAMENTO SOCIAL NAS ÁREAS PÚBLICAS DO HOTEL? Entenda como o hotel organizou seus espaços para manter o distanciamento mínimo. Podem ser aspectos estruturais (fixação de mesas, cadeiras, etc.) e também de serviço, com a equipe interagindo e atuando como necessário. Se você já conhece o hotel, poderá fazer perguntas mais específicas sobre espaços, fluxo de pessoas e os novos procedimentos.

5 – COMO O HOTEL GARANTE ESSE CUMPRIMENTO DE PROTOCOLOS? Verifique se o hotel tem alguma certificação sanitária emitida por autoridade competente e se há um processo de auditoria contínua. Saiba também como é feita a abordagem de hóspedes em caso de descumprimento e se é necessário assinar algum documento com a concordância dos novos protocolos e condutas.

6 – QUE FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS ESTÃO DISPONÍVEIS PARA AJUDAR NA ADESÃO AOS PROTOCOLOS? Muitos hotéis implantaram novas soluções tecnológicas agora, desde aplicativos para check-in, reservas de alimentação e atividades, pagamento por aproximação e quartos inteligentes. Entenda o que é oferecido, o que é obrigatório e a alternativa não tecnológica disponível para os clientes menos digitalizados.

7 – QUAL A POLÍTICA COMERCIAL VIGENTE? É fundamental conhecer a política e as regras tarifárias. Conheça as alterações permitidas, como funciona o cancelamento, as regras para crianças e acompanhantes e também a cobrança de no-show. Estamos em um momento de bastante flexibilidade, mas nem sempre ela está contemplada em uma promoção ou preço específico.

8 – QUAIS AS ADAPTAÇÕES NO SETOR DE ALIMENTAÇÃO? É importante conhecer o serviço disponível (à la carte, bufê, híbrido ou somente room service). Nos casos de bufê, vale conhecer como o serviço está sendo oferecido e que cuidados de distanciamento e higienização estão sendo tomados. Também é válido saber se há necessidade de reserva prévia e como está sendo feito o controle da capacidade dos espaços e das filas.

9 – QUAIS AS ADAPTAÇÕES NO BACKSTAGE DO HOTEL? Saiba como estão sendo feitos os controles das áreas de colaboradores como vestiários, refeitórios, salas de descanso e acesso. É fundamental que o mesmo protocolo também esteja sendo seguido por terceirizados e parceiros e como é o acesso de mercadorias e fornecedores.

10 – QUAIS OS CUIDADOS E O TREINAMENTO PARA OS COLABORADORES, TANTO EM RELAÇÃO A SUA SAÚDE QUANTO NO ATENDIMENTO AOS HÓSPEDES? Entenda o que cada empresa está fazendo para educar suas equipes sobre a doença, sobre as medidas de prevenção, novos protocolos e também sobre a abordagem das situações de descumprimento, urgência e emergência.

11 – QUAIS OS PROTOCOLOS E MEDIDAS PARA AS ÁREAS DE LAZER, COMO PISCINA, ACADEMIA, QUADRAS ESPORTIVAS, SPA E KID’S CLUB? O uso de máscara não é recomendado na água, mas na área da piscina as autoridades de saúde instruem que sim. Conheça os horários de funcionamento das áreas comuns, as medidas adotadas e se há restrições ou necessidade de agendamento. Alguns serviços estão suspensos pela impossibilidade de manutenção do distanciamento ou inadequação dos espaços e alguns foram redesenhados, como atividades de lazer e monitoria infantil. Saiba do seu cliente que serviços e atividades ele considera indispensável na viagem.

12 – QUAIS OS PROTOCOLOS PARA EVENTOS, REUNIÕES E ENCONTROS COM MAIS PESSOAS? Importante conhecer a capacidade máxima dos espaços com respeito ao distanciamento, quais as medidas de controle no acesso dos participantes, como serão servidas as refeições, especialmente os coffee breaks e a salubridade geral do espaço, como renovação do ar e ventilação.

13 – QUE SERVIÇOS ESTÃO SUSPENSOS NESSE PERÍODO, QUAIS FORAM MODIFICADOS E QUAIS OS QUE PRECISAM SER PEDIDOS PELO HÓSPEDE? Já falamos destes pontos anteriormente, mas cabe reforçar a pergunta. A maioria dos hotéis não tem mais o serviço diário automático de limpeza dos quartos, mas acontece mediante solicitação. Algumas áreas de lazer permanecem fechadas. Conheça em detalhes o que mudou, o que precisa de agendamento prévio e o que permanece sem reabrir.

14 – COMO O HOTEL TEM SE ENVOLVIDO COM O DESTINO E A COMUNIDADE LOCAL PARA SE ATUALIZAR SOBRE PROTOCOLOS E MEDIDAS, MAS TAMBÉM SER PARTE ATIVA DA RECUPERAÇÃO LOCAL DOS NEGÓCIOS? Conheça como está a curva da doença na localidade e a capacidade do sistema de saúde. Saiba se a empresa está atuando ativamente para contribuir para o controle da propagação e para o bem-estar da população local.

15 – QUE PARCERIAS O HOTEL TEM NESSE PERÍODO DA PANDEMIA E PODEREM DAR MAIS SEGURANÇA E CONFORTO AO HÓSPEDE? Entenda se há ambulatório e atendimento de emergência e que outras parcerias relevantes foram feitas para o período.

16 – SEGURO SAÚDE PARA VIAGENS: vale a pena investir em um seguro saúde para viagens nacionais e internacionais. As medidas sanitárias são preventivas, porém, caso você ou algum familiar precise de assistência médica para tratamento, ou internação, o hotel ou operadora de turismo não se responsabilizará.

Visite o site

N.º1 do Brasil em assessoria documental para viagens internacionais

Copyright 2021 © Todos os Direitos reservados